Google+ Followers

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

noisy nights

É a terceira vez esta semana que acordo repentinamente a meio da noite. Estou a sonhar, daqueles em que sentimos, cheiramos, falamos e vivemos como se de uma segunda vida se tratasse, e de repente algo me desperta repentinamente do meu sonho. O barulho de algum objecto a cair, o telefone do quarto a tocar acordando-me de repente. Há duas noites por volta das 5 da manhã saí do meu sonho para atender o telefone. Alguém ligou e desligou, mas sem registo de chamadas. Há medida que escrevo isto tenha uma estranha sensação de deja vu, como se já me tivesse ocorrrido e eu tivesses escrito aqui acerca do mesmo. Aliás tenho que pesquisar as entradas deste blogue para ter a certeza se se trata realmente de um deja vu ou então de uma sensação já vivida. Não consegui voltar a dormir. Fui trabalhar com 4 horas de sono. Hoje de madrugada, acordei do meu sonho por volta das 3 das manhã com o barulho de um objecto estrondoso a cair. Desactivei o alarme, percorri todas as divisões da casa, espreitei pelo óculo da porta, nada, nem vivalma, nenhum objecto suficientemente barulhento tinha caído ao ponto de me despertar. Só me ocorre dizer - foda-se agora já nem sonhar posso.


4 comentários:

  1. Vê lá se não anda por aí uma alma penada em casa... Se fosse aqui diria que eram as gatas. :)

    ResponderEliminar
  2. It also happened in the hospital. :p

    ResponderEliminar
  3. São os doentes que lá morreram... waahh waah...

    ResponderEliminar

Comentem o que vos apetecer. Viva a liberdade de expressão!