Google+ Followers

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Disney Store


Entrei a semana passada na Disney Store do Colombo com o intuito de comprar uns pijamas engraçados aos meus rebentos. Saí de lá com cuecas, meias, uma almofada do Jack e não mais porque consegui resistir à colaboradora disney que literalmente não me largava a roupa interior. A simpatia pré-fabricada que os colaboradores de certas superfícies exercem sobre os clientes são uma náusea. A maioria das empresas, sobretudo americanas, dão formação e instruções claras aos seus colaboradores como leva-los a consumir mais e mais e mais. Às vezes os colaboradores lêem demasiado à letra as suas guidelines e tornam-se insuportáveis. Por razões óbvias não vou sequer descrever a pessoa em questão... Mas se forem à Disney Store do Colombo e derem de caras com a colaboradora em questão depressa se irão recordar deste texto. Confesso que acabei por consumir e consumir só para a mulher me desamparar a loja e me deixar a ver as coisas em liberdade... Não há coisa mais irritante do que estar a ver coisas com calma e ter sempre alguém ao meu lado a perguntar se preciso de ajuda, de conselhos, a aconselhar outros produtos que não me dizem absolutamente nada... etc etc etc. A minha vontade foi não voltar a entrar naquela loja... Mas a porra é que é a única que conheço em Lisboa com os produtos encomendados pelos rebentos. Foi só um desabafo. Mas há pessoas que não se aguentam. A conta dela deixei 98€ em meia-dúzia de porcarias. Até na caixa quando fui pagar por azar ela trocou com a coleguita e foi-me atender... Queria-me impingir uma bola de neve dos 7 anões... Chiça.