Google+ Followers

segunda-feira, 11 de junho de 2007

Indian Lounge. Raval.




Este não vem nos guias. Fica no Raval. A rua... tentem-na descobrir. Excelente espaço. Musica cinco estrelas, exótica... Bass n´drums, trance... indian sounds. Muito underground. O ambiente é quente. Next time i will be there again. Muito perto fica o Guru, também interessante... Mas até hoje considero este Indian Lounge o melhor spot onde estive em Barcelona por la noche.

O pormenor do chão da minha casa temporária. É lindo não é. Hoje passei o dia descalço em casa a saborear o fresco desta pedra modernista. Como já vos disse, fica na zona de L´Example.

Este sou eu. A imagem final do resultado de mais uma noite louca em Barcelona. A última. Não espero mais sair à noite. Acabei a noite... ou melhor iniciei a minha manhã a tomar o pequeno-almoço perto do Arco do Triunfo com um grupo de americanos da South Carolina. Fiquei impressionado como eles se acham ignorantes perante os Europeus. Para eles o facto de nós na maioria dos casos sermos bilingues é já motivo de grande estupefacção... Na realidade, a maioria dos jovens europeus, pelo menos dos portugueses, são tetralingues. Falamos português, lingua-mãe, inglês todos falamos, espanhol idem e francês percebemos. N´est pas?
A verdadeira razão deve-se ao facto do meu pequeno-almoço ter sido uma meia de leite e um croissant com manteguilla e o deles ter sido CERVEJA. Enfim... De qualquer maneira já não tenho vida nem idade para isto... Reparem na ptose do olho esquerdo... É o meu sinal inequívoco de cansaço. A partir da meia-noite nos Bancos fico sempre assim com o olhinho. Por isso, quando me virem com ptose deixem-me descansar... Eh Eh Eh.
Estive a escrever a estas horas impróprias porque está um calor de morte em Barcelona, estou com uma insónia terrível, ja abri as janelas para dormir... mas entram mosquitos... Fechei as janelas... e morro de calor...
Enfim. Este blogue está cada vez mais desinteressante.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentem o que vos apetecer. Viva a liberdade de expressão!