Google+ Followers

sábado, 9 de junho de 2007

distrito diagonal. karma. panaderia. casa


Ontem após a minha tentativa frustada de visitar a feira internacional do automóvel de Barcelona vim para casa dormir uma siesta. Estava podre pelo jantar dos R4 da noite anterior. Acordei, imaginem, ás 21 da noite, com "una hambre" de cão. Resolvi descer à rua e ir comer à Bodeguita del Xampu. Delicatessen. Pedi algo... pensando eu que ia comer uma bela salsicha alemã com acompanhamento, quando me trazem um prato de chouriço picante com queijo. Fiquei a olhar desconsoladamente para aquilo. Claro, que tinha que acompanhar a coisa. Pedi pão com tomate. Muy bueno. Eles aquecem o pão, esmigallham tomate e cobrem tudo com azeite e tomate, claro. Fica divinal. Reguei tudo com Cerveza San Miguel. Nisto eram quase 1 da manhã. Tinha andando a investigar no meu guia Lonely Planet de Barcelona bons sítios para sair à noite. Resolvi iniciar a noite numa disco chamada Distrito Diagonal. O guia não a recomendava, mas andei o que diziam na net não parecia mal. 1º Erro - Não devia ter ido ao distrito diagonal. A decoração era gira. 70% das pessoas que lá estavam dentro eram os empregados. A única vantagem foi ter bebido dois absolut vodka citron pelo preço de 1. Quando me fartei daquela música de carrinhos de choque nos meus ouvidos resolvi descer o Passeig de Gracia directamente até à Plaza Real para experimentar um local de culto dos indígenas chamado Karma. Seria local de culto há 10 anos atrás. Hoje, ferrado de turistas. Não obstante, exceptuando os porteiros e seguranças que eram umas autênticas bestas, as bebidas eram baratas, a música muito boa. Fez-me recordar os tempos da States em Coimbra e do Incógnito em Lisboa. O ambiente era muito eclético. Muito variado. As pessoas, aparentemente sem se conhecerem de repente começavam a dançar umas com as outras. Há coisas que ainda me transcendem. Mas não foi mau. Estive lá até aquilo quase fechar. Absolut Vodka citron entretanto. Quando saí, com o passo o mais rápido possível para não ser literalmente atacado pelas senegalesas que andam pelas Ramblas, deu-me uma fome terrível. Fui até a praça da Universidade e encontrei una Panaderia fantástica com uns bolos e uns salgados etc etc etc fantásticos. Marcharam uns quantos directamente para o meu estômago. Acompanhado de Coca-Cola Light... Estava na fase da desaceleração.
Enfim, foi divertido.
Depois desta noite, em que sem companhia, resolvi sair, mais uma vez fico espantado com a minha capacidade de sair sozinho. Há uns tempos atrás era impensável. Confesso que a indepêndencia intelectual e física é uma mais valia. Já tinha ficado satisfeito com a minha viagem independente e sozinho ao norte da República Dominicana... Ontem, mais uma vez comprovo o ditado "Mais vale sozinho do que mal acompanhado".
P.S: Neste preciso momento está um calor de morte aqui em Barcelona... ou então sou eu... Acho que vou até à praia... Que tal? Ainda tenho que decidir. Bejos

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentem o que vos apetecer. Viva a liberdade de expressão!