Google+ Followers

sexta-feira, 15 de junho de 2012

incongruências

Mantenho-me atento perante as incongruências da vida, das pessoas, dos factos, de tudo o que nos rodeia. A condição humana é incongruente à partida. As pessoas são incongruentes com aquilo que defendem, praticando actos desonrosos para a própria condição humana. De facto a sociedade actual alimenta os monstros dentro de nós. O cinismo e a hipocrisia abundam naquilo que deveria ser transparência e sinceridade. As pessoas, mesmo as ditas amigas, são capazes dos sorrisos mais obscuros enquanto nos dilaceram o dorso com o punhal da hipocrisia. O pior, mesmo nós, envolvidos por todo um ambiente cinzento e podre somos capazes de algum cinismo algures no tempo e no espaço. Isso não é mau quando temos capacidade de auto-crítica e conseguimos evitar comportamentos deletérios para com os nossos semelhantes. O mau é quando esses comportamentos são regra e não a excepção. Quando as pessoas se movem exclusivamente pela maldade, enquanto pregam o bem - hipocrisia - e a sociedade está pejada desses comportamentos inquisitoriais. Não há mal ou bem, não há preto ou branco, há uma grande área cinzenta onde nos movemos. Uns dirigem-se em direcção à luz, outros preferem o caminho da negritude. Não obstante, será que alguma vez conseguiremos sair do cinzento. A História ensina-nos que não. Sejamos humanos ou animais, na realidade a tendência para espezinharmos os mais pequenos e adorarmos os mais dotados é grande. No entanto nem sempre os mais dotados são realmente mais dotados. Por vezes vencem com base na força e impõem-se com base na força. E os pequenos poderes passam a grandes poderes. E como as pessoas adoram e veneram o poder. As incongruências abundam,  desde casa, até aos locais de trabalho, grupos de amigos, família, sociedade em geral. Mesmo os irmãos são capazes dos crimes mais horrendos em prol do materialismo. As notícias acerca de homicídios entre irmãos por heranças são inúmeras. É dramático verificar quando um representante da nação, que pela sua profissão de confiança é suspeito de homicídio por questões monetárias. A sociedade de facto está podre e doente. Provavelmente nunca foi saudável. A sociedade é constituída por homens e estes de facto na generalidade não são de confiança. As pessoas, homens e mulheres, traiem-se, magoam-se, omitem, dissimulam em prol do seu próprio umbigo. Penso que não deverá animal mais solitário que o ser humano, cometendo a hipocrisia de viver em sociedade. Que incongruência. Sinto-me triste cada vez que saio de casa e tenho que encarar este mundo de merda que nós próprios ajudamos a desenvolver.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentem o que vos apetecer. Viva a liberdade de expressão!