Google+ Followers

sábado, 21 de dezembro de 2013

Felicidade

É um lugarejo comum falar de felicidade. Ou da ausência dela. Será fácil definir felicidade? É um estado de plenitude, alegria, onde os pensamentos são invariavelmente bons. É um estado onde nos sentimos amados, queridos e convidados. A felicidade assenta na euforia, na boa-disposição, no sorriso, no rir até chorar. A felicidade torna-nos imortais. Quando estamos felizes a morte não existe, o sucesso é uma presença crónica, as pessoas cultivam a verdadeira amizade. Na felicidade não há mentiras, hipocrisias, cinismos, sacanices, angústias, depressões, prepotências, maus-tratos, faltas de educação e humilhações. Na felicidade não há seres humanos. Só a natureza pura pode ser verdadeiramente feliz. Não conseguimos ser invariavelmente felizes. Isso não seria normal. Podemos embebedarmo-nos diariamente ou fumar erva a toda a hora e sermos felizes artificialmente. Mas seria isso felicidade? Quando estamos felizes não há segundas-feiras negras, não há pessoas malformadas á nossa volta, não há tristezas, não nos sentimos irritados. Aceitamos as abstrusidades dos outros com um sorriso nos lábios. Não há medos. Sim, já fui feliz. Mas à medida que o tempo passa sinto-me cada vez mais distante do único objectivo de vida que realmente importa: Ser Feliz.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentem o que vos apetecer. Viva a liberdade de expressão!