Google+ Followers

sábado, 22 de junho de 2013

Sacred Heart

Desististe, mas estarás para sempre marcada em mim. Perdeste a peça do puzzle que nos completava. Acorrentaste-me o coração. A chama azul da tristeza que me corroí está mais viva do que nunca. Procuro a chave do cadeado escondido e não encontro. A nossa música envolve-me e o meu espírito navegou até ti. De facto há coincidências que pela sua existência serão tudo menos coincidências. Deitei-me e acordei a pensar em ti. Quis-te falar. Não consigo. A tua falta de resposta é por si só uma resposta. Há verdades que nos custam a acreditar. Nego a tua desistência e tento selar a marca que me deixaste. Olho-me ao espelho e vejo tudo aquilo que para mim significaste. Quem sabe um dia alguém tenha a peça perdida da minha plenitude. Anseio que alguém dilacere esta corrente que me aprisiona a alma, os meus sentimentos, o meu coração flamejante. Dor. Foi o que senti. Estarás para sempre marcada em mim.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentem o que vos apetecer. Viva a liberdade de expressão!