Google+ Followers

segunda-feira, 8 de abril de 2013

e no entanto continuas cá por casa.

E no entanto continuas cá por casa. Passo no corredor e vejo-te a sorrir ao meu lado num fundo Azzuro. As noites de Cabiria. Os candeeiros laranja. O projector Philips de outros tempos. O seu cheiro a óleo. Tudo me fez sentido nessa noite. Há cinemas inesquecíveis. E noites inesquecíveis. A vida é de facto um circolo del artisti. A busca desesperada dos teus ochialli branco e negros espalhados no chão pegajoso de cerveja. Should i stay or should i go. Não ouvia Clash há anos. Não me sentia tão próximo de alguém há anos. E no entanto continuas presente no meu sonho. E cá por casa. E continuamos a passear-nos na via del corso. E a afundar-nos no sake do japonês mais antigo de Roma. A busca desesperada. As pausas. A noite quente e nós flutuando sob o panteão. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentem o que vos apetecer. Viva a liberdade de expressão!